Programa nas Prisões

“Se as pessoas adoecem, nós levamos para o hospital e damos os remédios para melhorarem. Se o comportamento das pessoas está doente, nós levamos para a prisão, mas esquecemos dos remédios” – Sri Sri Ravi Shankar

O que é o Curso Prison S.M.A.R.T?

Reconhecido internacionalmente, o Prison SMART foi o primeiro programa a oferecer soluções inovadoras e efetivas para o rompimento dos ciclos de violência, dentro e fora dos sistemas penitenciários. Com o auxílio de uma técnica avançada de respiração que ajuda na redução do estresse e de traumas, conhecimentos e ferramentas eficazes de controle emocional são compartilhados com o participante para que ele possa utilizá-las diariamente e lidar melhor com as suas emoções negativas e com as diversas situações a que é exposto. O objetivo principal do curso é fazer com que o indivíduo consiga desenvolver seu potencial de forma positiva e, assim, passe a contribuir com a sociedade de forma produtiva.

Desde a sua criação em 1992, o Prison SMART já foi implementado em cerca de 50 países. Entre jovens e adultos encarcerados, famílias de detentos, ex-internos, vítimas de violência e agentes penitenciários, mais de 250.000 pessoas envolvidas com o sistema de justiça criminal já experimentaram e se beneficiaram com os cursos. 
 

A Missão

A missão do Prison SMART é contribuir para transformação da vida de pessoas que estão presas ou trabalham no sistema carcerário e para construção de uma sociedade livre de violência e estresse. Entre as principais conquistas do programa estão: a quebra dos ciclos de violência, a redução taxa de reincidência, a reabilitação genuína dos infratores, o melhor relacionamento entre internos, agentes penitenciários e familiares e o aumento da perspectiva de ressocialização.

 

Premissa Básica

Os valores humanos universais, como amizade, generosidade, pertencimento e compaixão, estão presentes em todos os seres humanos.  No entanto, na maioria dos casos, o estresse e a ignorância acabam provocando a sua diluição. O Prison SMART cria espaço e condições para que o indivíduo desenvolva esses valores,  estimulando uma postura positiva em relação a si próprio e diante do mundo que o rodeia. Isso possibilita a valorização do seu potencial humano e, consequentemente, a sua recuperação.
 

Programas nas penitenciárias brasileiras

Os primeiros cursos dentro do programa Prison SMART realizados no Brasil aconteceram em 2002, nas cidades de Salvador (Presídio Advogado Ariston Cardoso), São Paulo (Penitenciária Feminina de Sant’Ana), Rio de Janeiro (Penitenciária Talavera Bruce e DEGASE) e Recife (FUNASE/PE).

Em 2010, com a cooperação da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) do Rio de Janeiro e do Colégio Estadual Anacleto de Medeiros (uma das escolas mais qualificadas do país na atuação em presídios), o programa retomou as atividades na unidade prisional carioca Talavera Bruce e foi implementado também no presídio Evaristo de Moraes. Em Pernambuco, ganhou o apoio da Secretaria Executiva de Ressocialização de Pernambuco (SERES), e foi implementado no Presídio de Igarassu, em Igarassu, PE.

Desde então, mais de 80 cursos da Arte de Viver já foram realizados dentro do programa -incluindo o curso avançado Parte 2 (Arte do Silêncio), ministrado por instrutores internacionais e mais de 800 pessoas foram beneficiadas.  As mudanças mais significativas apresentadas pelos participantes são um maior senso de pertencimento e responsabilidade, cooperação e visão de grupo, diminuição da agressividade, da ansiedade e elevação da autoestima. O número de conflitos gerados pelos ciclos de violência também foram reduzidos.

Em setembro de 2012, durante a sua estadia no Rio de Janeiro, o líder humanitário fundador da Arte de Viver, Sri Sri Ravi Shankar, chegou a visitar o presídio Evaristo de Moraes e presenteou mais de 2000 internos com mensagens sobre amor incondicional e paz, inspirando a transformação pelo fortalecimento interior do indivíduo.

Links relacionados: http://www.prisonsmart.org  |  http://prisonsmart.eu

 

Implementação do Prison SMART em novas unidades penitenciárias brasileiras

Para orientações de implementação do projeto Prison SMART, entre em contato através do email: projetossociais@artedeviver.org.br.

 

  • Objetivos
  • Depoimentos
  • PARA OS INTERNOS

    • Prevenção de graves sintomas psicossomáticos e depressão (com pouca ou sem medicação).
    • Cura de emoções, estresse e traumas profundamente enraizados.
    • Promover descanso profundo e energia para viver a vida com esperança e contentamento.
    • Permitir a reabilitação verdadeira a longo prazo por exercícios práticos de ensino e conhecimento a fim de:

    • Aprender a lidar com emoções negativas e esmagadoras sobre o seu passado, presente e futuro.
    • Encontrar a paz interior e auto-confiança.
    • Tornar-se menos dependentes de drogas
    • Redescobrir e fortalecer os valores humanos universais
    • Obter mais energia, foco e criatividade
    • Ser capaz de construir melhores relações
    • Assumir a responsabilidade por sua própria vida
    • Desenvolver um melhor bem-estar físico (como dormir melhor, ter menos medo, menos depressão, melhora a imunidade)

    PARA A EQUIPE DE FUNCIONÁRIOS E AGENTES

    • Promove o alívio do stress da equipe de funcionários a fim de diminuir os efeitos negativos da superpopulação e sobrecarga do pessoal
    • Experimentar mais satisfação no trabalho.
    • melhorar o bem-estar físico (como dormir melhor, ter menos medo, menos depressão, melhora da imunidade, normalizção da pressão arterial) e diminuir a taxa de absentismo.
    • obter mais energia e foco
    • funcionar eficientemente em circunstâncias estressantes

    PARA A PRISÃO

    • Contribuir para um ambiente carcerário mais humano, seguro e eficiente para ambos encarcerados e funcionários.
    • Diminuir a agressividade e a violência, e o nível de tensões e conflitos no ambiente carcerário.
    • Fomentar uma melhor compreensão mútua entre os presos.
    • Fomentar melhores e mais respeitosas relações entre presos e funcionários da prisão.
  • " Cheguei a conclusão que a verdadeira liberdade esta dentro de nós. As grades, o cadeado, nada disso importa, isso tudo é passageiro. Nós podemos estar dentro das nossas casas, com todo conforto, morando em qualquer lugar, e podemos ser muito mais prisioneiras do que estando aqui dentro, e muitas vezes eu me senti assim lá fora." -- Maria Helena (interna do Talavera)

    " Neste curso percebi que tudo é uma manifestação de energia que nos é doada todos os dias. Aprendi, que com o poder da mente, podemos fazer bom uso desta energia e se esta energia for negativa, temos capacidade de transformar ela em positiva, basta aceitá-la, filtrar e transformar, porque tudo está dentro de nos. A meditação nos dá um caminho, um autoconhecimnto, um mergulho dentro de nós mesmos, atraves da meditação podemos melhorar nossa forma de viver, focando melhor os objetivos, pois a meditação nos dá consciência do certo e do errado, de quem somos realmente. Podemos encontrar na meditação uma forma de sermos mais felizes, o "eu sou" mostrara o caminho." -- Bruno Venturino, interno no Evaristo

    " Hoje posso dizer que embora tenha uma idade um tanto avançada, sinto-me muito bem disposto e com muita vontade de viver, pois nada mais estressa-me e por assim dizer, mesmo confinado no porão da sociedade encontrei essa solidariedade tão magnífica. Com a respiração e a yoga notei a imensa diferença, entre muitas, destaco a caimbra que sentiapor falta de planejamento físico. Hoje não a sinto mais, com muita disposição passo os meus dias. A vocês desejo e espero que tenham sempre essa dinamica que os enobrece em favor do próximo, deixando seus afazeres em segundo plano. Tenham certeza que o maior agradecimento vem de cima." -- Bruno Ramos, nosso mais dedicado participante e lider no Evaristo, está em liberdade